O que já se sabe sobre ‘novo Lázaro’ e por que ele é tão perigoso

No momento, força-tarefa com mais de 70 agentes de segurança pública, além de helicópteros e cães farejadores, realizam buscas pelo suspeito

Caio Henrique -
Wanderson admirava o serial killer Lázaro Barbosa e agora também é procurado por uma força-tarefa. (Foto: Divulgação)

Apenas 21 anos e, ainda assim, está criando uma longa ficha de graves crimes que, a cada dia que passa, fica maior.

Esta é a realidade do caseiro Wanderson Mota Protácio, que é tido como o “Novo Lázaro” em uma mobilização da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) e que já conta com a participação da Polícia Civil, Militar e Rodoviária Federal.

O nome do fugitivo se tornou conhecido em todo o país há três dias, quando ele assassinou a companheira de 21 anos, que estava grávida de quatro meses, a enteada de apenas dois anos e um fazendeiro vizinho, de 73.

Wanderson ainda teria tentado estuprar a mulher do idoso que, felizmente, conseguiu escapar após fingir que havia morrido depois de ser baleada no ombro, com um revólver roubado do próprio fazendeiro.

Todas estas ações aconteceram no município de Corumbá de Goiás. Porém, bem antes disso, o jovem já havia cruzado caminho com as autoridades do estado.

Histórico de crimes

Em 2019, ele foi preso em flagrante pela tentativa de assassinato de Lucinelma Silva Pinheiro, irmã da madrasta, bem no dia em que ela completava a maioridade.

O episódio aconteceu em Goianápolis. Na ocasião, o suspeito chegou a relatar aos policiais que só parou de esfaqueá-la porque o objeto quebrou após as primeiras investidas, o que acabou salvando a vida da vítima.

Ele sequer conseguiu atribuir uma motivação ao crime, afirmando apenas estar bêbado e ter utilizado drogas. Uma testemunha disse que o jovem agiu depois dela se recusar a ir ao quarto com ele.

Wanderson chegou a ser preso, em dezembro daquele ano, e solto alguns meses depois, em março de 2020.

Ligação com Lázaro

Apelidado como a mais nova versão do serial killer Lázaro Barbosa, que mobilizou a maior força-tarefa da história de Goiás, o foragido não escondia a admiração pelo falecido criminoso.

Isso porque, segundo a apuração do repórter Leonardo Gonçalves, do programa Cidade Alerta, da Record TV, alguns vizinhos de Corumbá confirmaram que o caseiro descrevia Lázaro como alguém “esperto e inteligente”, por conseguir “dar tanto trabalho” para a polícia.

Força-tarefa

Seguindo os passos do conhecido criminoso, agora, Wanderson também foge de uma imensa força-tarefa, composta não só por agentes de segurança pública, mas também por helicópteros e cães farejadores.

Estima-se que mais de 70 homens estejam engajados nas buscas, que seguem acontecendo nas zonas rurais de Alexânia e Abadiânia, municípios para onde o jovem, supostamente, fugiu.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.