Pastor testa positivo para Covid-19 após participar de culto com as primeiras infectadas pela Ômicron em Goiás

Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia segue fazendo monitoramento do caso

Augusto Araújo -
Goiás tem novos casos suspeitos de Flurona. (Foto: Divulgação)

Dos 40 pastores que participaram de um evento religioso em Goiânia, onde estiveram presente as únicas duas mulheres com resultados confirmados com a variante Ômicron no estado, um testou positivo para Covid-19.

O religioso apresenta sintomas leves. Entretanto, o resultado do sequenciamento genético, que define o tipo de variante infectante, ainda está em fase de processamento.

Além da testagem e da coleta de RT-PCR, o pastor vem sendo monitorado diariamente. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia.

PublicidadePublicidade

Entenda o caso

No último domingo (12), o prefeito de Aparecida de Goiânia,  Gustavo Mendanha (sem partido), anunciou por meio das redes sociais, que duas moradoras se contaminaram com a cepa Ômicron e estavam em observação.

O contágio teria ocorrido após elas irem a um culto religioso em Goiânia, onde estiveram em contato com missionários que vieram de Luanda, capital da Angola.

As autoridades não revelaram o local onde ocorreu a cerimônia religiosa. Em última nota emitida pela Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia, as duas mulheres estão de quarentena e apresentaram apenas sintomas leves da doença. Elas estão sendo monitoras pela vigilância epidemiológica através de telemedicina e via telefone.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.