Crianças viram ‘super-heróis’ após receberem alta de hospital em Goiás

Projeto busca incentivar os pequenos no processo de superação das aflições durante o período de internação

Gabriella Pinheiro Gabriella Pinheiro -
Paciente fantasiada “Ladybug” recebendo alta do Hospital. (Foto: Divulgação/ Governo de Goiás)

Além de receberem a tão esperada alta hospitalar, as crianças do Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN) de Uruaçu, ainda são agraciadas com um presente pra lá de divertido: fantasias.

O projeto busca incentivar os pequenos no processo de superação das possíveis aflições decorridas durante o período de internação.

Segundo o gerente de enfermagem da unidade, Marcelo Ramos, a ocasião serve para alegrar tanto os pacientes quanto os pais e toda a equipe médica.

“Neste momento de descontração, existe somente a alegria. Os pais esboçam um sorriso no rosto e começam a fotografar e brincar juntos. É realmente um momento lindo. Amamos proporcionar isso”, afirma.

A coordenadora Edvânia Gomes, responsável pelo atendimento aos pacientes, revela que os tratamentos infantis exigem bastante sensibilidade, pois as crianças possuem um grande nível de agitação.

“Por isso, nós queremos que a alta deles seja alegre. Nosso intuito é gerar um momento de felicidade para que as crianças tenham uma lembrança feliz do hospital”, explica.

Ela ainda conta o caso de um paciente de apenas 06 anos de idade que sofreu um acidente durante uma viagem de carro com a família. No ocorrido, ele e a mãe sobreviveram, mas a irmã de apenas 15 anos e o padrasto faleceram.

Emocionados pela história do garoto, a equipe do HCN resolveu presenteá-lo com uma fantasia do Batman.

“Quando falamos da fantasia, ele não via a hora de usá-la, pois ele entendeu que também foi um super-herói, por ter vencido o acidente e se recuperado. Ele recebeu todos os cuidados necessários na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e conseguiu se recuperar”, destacou.

O hospital também faz uso de outras iniciativas como brincadeiras, brinquedotecas e celebrações para promover o tratamento humanizado e ajudar no desenvolvimento dos pacientes.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.