Homem que usou canivete para matar travesti em lote baldio é identificado e preso pela PC

Ela havia sido contratada para um programa e câmeras flagraram os dois juntos pouco antes do crime

Da Redação -
Câmeras de segurança capturaram momento em que suspeito leva a vítima para o programa (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia divulgou, na noite desta terça-feira (29), os detalhes da prisão de um homem, de 37 anos, suspeito de ter assassinado uma travesti, de 22 anos.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi batizada como Renan de Araújo Farias e era conhecida como Isabela. O crime aconteceu no último dia 05 de março.

Na ocasião, ela estava realizando programas na região dos motéis do município e, por volta de 1h, foi abordada e contratada pelo suspeito.

Em uma moto, eles foram até um lote baldio e teriam tido um desentendimento a respeito do valor do programa, que havia sido anteriormente acordado em R$30, mas o valor cobrado teria sido de R$50.

A discussão passou para uma luta corporal e o homem teria esfaqueado Isabela na região do pescoço três vezes, utilizando um canivete da própria vítima.

Durante a investigação, uma série de câmeras de vigilância, tanto dos imóveis da região, como de monitoramento da Prefeitura foram analisadas, facilitando a identificação do suspeito.

Com as características da motocicleta do suposto autor, capacete, roupas e mochila que utilizava no momento do crime, os policiais conseguiram encontrá-lo.

Tendo em mãos a placa da moto, os agentes efetuaram a prisão do homem. No interrogatório, ele confessou o crime e apresentou o canivete ainda sujo com o sangue da vítima.

Agora, ele deverá ser indiciado pelo crime de homicídio qualificado e ficará à disposição da Justiça.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade