Após cinco meses da morte de Marília Mendonça, causas do acidente ainda são desconhecidas

Além da cantora, outras quatro pessoas foram vitimadas pela tragédia

Augusto Araújo -
Destroços do avião que transportava cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas. (Foto: Reprodução/ FAB)

No último dia 05 de abril, completou-se cinco meses do acidente aéreo que tirou a vida da cantora Marília Mendonça. Contudo, até agora a investigação para apurar o ocorrido ainda não começou.

Isso porque nem a Justiça Estadual nem a Justiça Federal de Minas Gerais (MG), estado onde o avião caiu, querem assumir o caso. Segundo os órgãos, eles não possuem a competência necessária para dar início às apurações.

Dessa forma, caberá ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) decidir qual das pasta irá dar partida às investigações.

Ao G1 de MG, o órgão nacional informou que o ministro relator do caso, Antônio Saldanha Palheiros, aguarda um parecer do Ministério Público Federal e ainda não há previsão para julgamento ou decisão.

Além da cantora Marília Mendonça, o acidente aéreo, ocorrido na zona rural do município de Caratinga, vitimou outras quatro pessoas: o piloto Geraldo Medeiros; o copiloto Tarciso Viana; o produtor Henrique Ribeiro; e o tio e assessor de cantora, Abicieli Silveira Dias Filho.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.