Concurso da PMGO: veja como conciliar o trabalho com os estudos para a prova

Inscrições para o certame começam em 29 de abril e seguem até 30 de maio

Augusto Sobrinho -
Candidatos devem pagar R$ 130 até 6 de junho para participar. (Foto: Divulgação/SECOM Goiás)

Faltando apenas três meses para a prova objetiva do concurso da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), os concurseiros já devem se preparar para realizar primeira etapa do processo seletivo.

Vale destacar que o certame está oferecendo 1.520 vagas para soldados combatentes e da área de música com remuneração inicial de R$ 6.353,13 e que as inscrições começam em 29 de abril e seguem até 30 de maio com uma taxa de R$ 110.

As provas objetivas vão ser aplicadas dia 10 de julho e ela será composta por 50 questões de múltipla escolha sobre Língua Portuguesa (10), Aspectos históricos e demográficos do estado de Goiás (05), Legislação Extravagante (04) e Redação.

Além disso, também terá cinco questões de Noções de Direito Penal, seis de Noções de Direito Constitucional, seis de Noções de Direito Administrativo, quatro de Noções de Direito Penal Militar e cinco de Noções de Direito Processual Penal Militar.

Estudos

Com isso, o coordenador de carreiras do AlfaCon Concursos Rogério Dal Piva dá algumas dicas para os concurseiros se prepararem para a realização da prova.

Primeiro, os concurseiros devem revisar o conteúdo e a resolução de exercícios de provas realizadas anteriormente pelo Instituto AOCP, que é a banca organizadora.

Ele aconselha que os candidatos dediquem a maior parte do tempo de estudo para as matérias de Língua Portuguesa e Direito, pois elas correspondem a mais da metade do exame.

Os concurseiro precisam construir um cronograma de estudos, separados pelas áreas de conhecimento. “Se a pessoa trabalha, pense em uma rotina entre duas a três horas de estudo por dia”, afirma.

Segundo o coordenador, ideia é poder estudar cerca de dois ou três assuntos por dia e, inicialmente, com metas e prazos curtos, que serão aumentados conforme a disponibilidade do estudante.

Além disso, Rogério explica que é interessante procurar por cursos preparatórios que oferecem gratuitamente algumas apostilas e até mesmo aulas ao vivo.

“Há muito conteúdo sendo transmitido, ao vivo, pela internet por professores ou cursos preparatórios”, ressalta. Para ele, esse método permite treinar diretamente para a prova ao aplicar o conteúdo estudado.

“É uma maneira de transformar as informações obtidas pelos livros e vídeoaulas na internet de maneira passiva para ativa, facilitando a assimilação e memorização dos conteúdos”, explica.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade