Crianças de Anápolis fazem campanha para participar de campeonato de Jiu-Jitsu em São Paulo

Projeto social foi criado há um ano e oferta aulas gratuitas na cidade. Atletas já conquistaram mais de 200 medalhas

Lucas Tavares -
Projeto Esportivo Atletas do Futuro, voltado para a prática de Jiu-Jitsu, em Anápolis. (Foto: Arquivo Pessoal)

O projeto social Atletas do Futuro, voltado para a prática de Jiu-Jitsu em Anápolis, está com quase tudo pronto para disputa do Campeonato Sul-Americano de 2022.

Ao todo serão 15 crianças, de 06 a 15 anos, que irão competir nos dias 30 de abril e 1º de maio, na cidade de São Paulo.

Um impasse financeiro, porém, está causando preocupação nos idealizadores do projeto. É que todos os atletas precisam pagar uma quantia para participar e não possuem condições para isso.

Por isso, uma campanha foi criada entre a turma para garantir que os pequenos estejam presentes e possam voltar com mais medalhas para casa.

“O transporte já conseguimos com a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (SEEL). Agora, a intenção é juntar 5 mil para pagar as inscrições, que custam R$ 200 cada, e a alimentação deles”, explicou Jonatas Romeu Muniz, responsável pelo Atletas do Futuro.

Aberta há mais de 10 dias para arrecadar o dinheiro necessário para a viagem, a vaquinha virtual só alcançou 17% do valor almejado.

“Somos um projeto muito sério e o retorno para a sociedade será imenso. Por isso, peço a ajuda de todos para realizar o sonho dessas crianças”, disse o idealizador.

Para ajudar, basta entrar em contato com Jonatas (@jonatasromeu) ou acessar diretamente o link da vaquinha virtual.

Criando campões

Com sede no Jardim Alexandrina, bairro da região Norte de Anápolis, o projeto permitiu que dezenas de crianças e adolescentes pudessem ter acesso ao esporte de forma gratuita.

Com apenas um ano desde a criação, o Atletas do Futuro já conquistou mais de 200 medalhas em competições pelo Brasil.

“Nosso sonho era grande, mas não imaginávamos a proporção que teríamos. O nome do projeto foi proposital, para semearmos o esporte e possivelmente colhermos no futuro atletas com rendimento profissional”, explicou Jonatas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.