Netflix despenca quase 40% na Bolsa dos EUA após perda de assinantes

Pioneira do setor teve um forte crescimento durante a pandemia e, por conta disso, o mercado esperava uma correção, mas não tão forte como veio

Folhapress -
Netflix interrompe produções originais russas devido à guerra com a Ucrânia (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – As ações da Netflix despencam hoje após a gigante do streaming anunciar ontem que perdeu assinantes pela primeira vez em 10 anos. Na bolsa de Nasdaq, em Nova York, as ações da empresa caíam 36,5% por volta das 11h50, no horário de Brasília. Na Bovespa, os papéis da Netflix registravam queda de 25% nesse mesmo horário, ao valor de R$ 20,74.

Segundo balanço divulgado pela Netflix, ela perdeu 200.000 assinantes em todo o mundo no primeiro trimestre desde o final de 2021, período em que previa incorporar 2,5 milhões de clientes. A empresa explicou que a queda deveu-se principalmente à dificuldade de conseguir novos assinantes e também à suspensão de seu serviço na Rússia.

A pioneira do setor teve um forte crescimento durante a pandemia e, por conta disso, o mercado esperava uma correção, mas não tão forte como veio.

“A suspensão de nosso serviço na Rússia e a diminuição progressiva do número de assinantes pagos russos levou a uma perda bruta de 700.000 assinaturas. Sem este impacto, teríamos 500.000 assinantes adicionais” em relação ao último trimestre de 2021, informou a empresa em comunicado.

A Netflix faturou 7,9 bilhões de dólares no primeiro trimestre do ano, 10% mais que no mesmo período do ano passado, em particular, graças aos aumentos do número de assinantes em 12 meses (+6,7%) e à alta na cobrança pelo serviço.

O lucro foi de 1,6 bilhão de dólares, abaixo do valor do primeiro trimestre de 2021 (1,7 bilhão).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade