GIH prende homem de Anápolis que espancou o enteado até a morte durante briga

Suspeito ainda teria avisado que, caso o garoto não morresse, ele voltaria para "terminar o serviço"

Da Redação -
Sebastião Gomes B. Júnior, de 21 anos, foi morto no dia 23 de março, em Anápolis. (Foto: Divulgação)

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil prendeu , na manhã desta terça-feira (26), um homem, de 47 anos, identificado apenas como J. M. S, que é suspeito de matar o enteado Sebastião Gomes B. Júnior, de 21 anos.

O caso ocorreu no dia 23 de março deste ano, no Conjunto Habitacional Esperança II, em Anápolis. De acordo com o GIH, o homem era ex-companheiro da mãe da vítima, mas, mesmo separados, eles ainda moravam no mesmo lote.

A investigação apontou que o casal tinha uma relação conturbada e discutia com bastante frequência. Por causa disso, Sebastião tinha o costume de intervir para proteger a genitora.

Na noite em que o crime aconteceu, o suspeito e o jovem discutiram, e no meio da briga, J.M.S desferiu diversos socos e pontapés no enteado.

Homem, de 47 anos, foi preso e confessou o crime. (Foto: Divulgação / GIH)

Algumas pessoas assistiram toda a cena e para os policiais, informaram que o homem teria espancado o rapaz até que ele ficasse inconsciente.

Enquanto o suspeito fugia correndo do local, ainda teria afirmado que, caso Sebastião não tivesse morrido, ele iria retornar para “terminar o serviço”.

O jovem chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HEANA), mas não resistiu aos ferimentos.

No interrogatório, o suspeito confessou o crime e, em seguida, foi levado para o presídio local, onde está à disposição da Justiça. Ele já tem passagens por receptação.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade