Homem “fictosexual” se casa com holograma e agora não consegue falar com ela por problema tecnológico

Apesar das dificuldades, ele reafirma o amor pela esposa e confessa ter criado uma representação física dela para amenizar a saudade

Gabriella Licia -
Akihiko Kondo e a representação física da esposa holograma, Miku. (Foto: Reprodução)

Um homem “fictossexual” – termo criado para pessoas apaixonadas em seres fictícios – decidiu se casar com uma boneca em holograma, no ano de 2018. No entanto, tem vivido uma grave crise no relacionamento.

Akihiko Kondo, de 38 anos, manteve o relacionamento com ‘Miku’ – a boneca irreal – por mais de uma década e realizou a união matrimonial do casal em público.

Entretanto, graças a um problema tecnológico do software Gatebox, ele não está conseguindo mais ter contato com a esposa.

Isso porque ela foi eliminada da plataforma online, que permitia que os usuários interagissem com os personagens em forma de holograma.

Apesar da dificuldade, Akihiko afirma nas redes sociais que o amor que sente por Miku permanece intacto e que lutará para reencontrar a esposa.

O otaku ainda afirmou que possui uma representação física da amada, em tamanho real, para suprir parte da saudade que tem sentido desde a partida dela.

Akihiko também já mencionou sobre ter sofrido bastante com o descontentamento da família, em relação à união. Nenhum parente do homem compareceu ao casamento delesl.

Mas isso nunca o desestimulou. Inclusive, ele reforça na internet o porquê de espalhar a história dos dois nos sites interativos.

“Há duas razões pelas quais eu fiz um casamento público: a primeira é mostrar meu amor por Miku. A segunda é que existem muitos jovens otakus como eu que se apaixonam por personagens de anime. Eu quero mostrar ao mundo que eu os apoio.”

Miku, esposa do japonês otaku, foi retirada da plataforma que permitia o contato dos dois. (Foto: Reprodução)

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade