PC está atrás de casal suspeito de assassinar brutalmente criança de 1 ano

Mãe e padrasto do garotinho fugiram logo após o crime e não foram mais vistos

Pedro Hara -
Crime foi cometido em fevereiro deste ano. (Foto: Divulgação/PC)

Suspeitos de matar Henry Gabriel Marinho Vidal, de um ano, o padrasto Jaredy Wanderley da Silva, de 26, e a mãe Brenda Cristina Vidal Marin, de 27, foram indiciados pelo crime de maus-tratos com resultado de morte pela Polícia Civil (PC), nesta quinta-feira (05).

O crime ocorreu em Jataí, na região Sudoeste do estado. De acordo com a investigação da PC, Henry foi agredido durante vários dias, até sofrer uma lesão mais grave na cabeça, que resultou em traumatismo craniano.

A criança recebeu o primeiro atendimento médico no dia 05 de fevereiro, ainda na cidade onde morava. Entretanto, ele foi transferido para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL), onde teve o óbito confirmado no dia 08 do mesmo mês.

Segundo a PC, mãe e padrasto são os suspeitos das lesões que resultaram na morte de Henry. A versão de Jaredy e Brenda era de que o pequeno havia caído, causando traumatismo craniano. Entretanto, os exames periciais apontaram que a história do casal era falsa.

Após o falecimento, eles fugiram da cidade, deixando para trás roupas, móveis e diversos pertences pessoais.

Para que sejam encontrados mais rapidamente, a PC divulgou a foto dos suspeitos. Caso sejam vistos, as denúncias podem ser feitas pelos telefones (62) 98461-0387 ou 197.

Se condenados, os dois podem pegar até 12 anos de prisão.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade