Manchinha quase leva criança a perder os dedos e mulher faz alerta às outras mães: “fiquem de olho”

Foi somente após ela levá-lo ao hospital que a descoberta do que estava acontecendo ocorreu

Gabriella Licia -
Teddie precisou ser internado na UTI após aparição da primeira manchinha. (Foto: Reprodução)

Uma mulher recorreu às redes sociais para alertar as outras mães da internet sobre os perigos de manchinhas nos corpos de crianças, depois de ter vivenciado momentos desesperados com o filho mais novo.

Zoe Walne, genitora de Teddie Walne, de três anos, contou nas plantaformas virtuais que tudo o caos se iniciou no domingo de Páscoa (17), quando percebeu uma erupção cultânea avermelhada na cabeça do pequeno.

Poucas horas depois, a mancha já tinha se espalhado pelo corpo e decidiu pedir socorro aos médicos e descobriu que o garotinho estava sofrendo de um envenenamento sanguíneo, devido a uma meningite.

O caso se alastrou drasticamente e, por pouquíssimo, Teddie não perdeu os dedos das mãos e dos pés. Os profissionais precisaram o internar na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de imediato.

Durante o tratamento, ainda em coma, a criança teve de receber uma jaqueta de freezer para resfriar a temperatura corporal e receber remédios para controlar a paralisia.

Após longos sete dias de aguardo, Teddie conseguiu reagir ao tratamento intenso e, desde então, tem se fortalecido com as medicações.

Agora, uma série de investigações sobre os danos causados pela paralisia no cérebro do garotinho tem sido realizada e os médicos deverão corrigir o possível para que o menino fique bem.

“Ele tem sido um lutador em tudo. Continuo agradecendo às minhas estrelas da sorte por ele estar aqui”, desabafou Zoe.

A genitora ainda reforçou sobre as mães estarem atenta a qualquer sinal diferente encontrado no corpo das crianças: “fiquem de olho”.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade