Ótica em Aparecida de Goiânia usa imagem de Lula para fazer piada e atrair clientes

Ao Portal 6, diretor de marketing do empreendimento afirmou que ação está servindo para demonstrar o sentimento da população com a volta do ex-presidente

Gabriella Pinheiro -
Outdoor colocado em Aparecida de Goiânia.(Foto: Reprodução/ Instagram)

Uma estratégia de marketing adotada por uma ótica em Aparecida de Goiânia, região Metropolitana, repercutiu nas redes sociais durante esta semana.

Como forma de conquistar mais clientes, a empresa decidiu fornecer 22% de desconto aos que visualizassem a imagem do ex-presidente Lula (PT) colocada em um outdoor ao lado da frase:

“Se você não consegue enxergar o quanto essa imagem é prejudicial a sua saúde visual, passe nas óticas Dr. Óculos e renove suas lentes com 22% de desconto, sem fake news”.

O número 22 faz referência ao Partido Liberal (PL), sigla que Jair Bolsonaro é filiado atualmente.

A promoção deu o que falar nas redes sociais e comentários aplaudindo e condenando a ação tomaram conta da página oficial da ótica no Instagram.

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Em entrevista ao Portal 6, o diretor de marketing da ótica, Alexandre Borges, de 29 anos, afirmou que o intuito da ação foi demostrar a revolta e o verdadeiro sentimento da população sobre o candidato.

“É um grito de revolta e de socorro. A ideia era para que as pessoas se conscientizassem sobre o rumo que o país pode tomar”, desabafa

De acordo com ele, o ato também foi um forma de ‘desmascarar’ as pesquisas eleitorais que, segundo o profissional, mostram um cenário diferente da realidade.

“A gente que entende um pouco de pesquisa e vai além da mídia convencional e entende mais da situação, vê que não é bem assim. A cada mil comentários, apenas um é negativo. Se as pesquisas fossem reais, não ia ter esse apoio”, diz.

A publicação chegou a ser compartilhada pelo senador Flávio Bolsonaro (PL), filho do presidente Jair Bolsonaro, enquanto a página ganhou mais de 3 mil seguidores no Instagram.

Ao Portal 6, o advogado eleitoral, Dyogo Crosara, explica que o ato pode ser configurado como propaganda eleitoral antecipada e que a empresa pode ser penalizada com uma multa de cinco à vinte mil reais.

“Isso se enquadra como propagando eleitoral antecipada negativa. Principalmente porque está vinculando um desconto à uma ideologia política, coisa que a legislação proíbe”, alega.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.