Táxis de Anápolis podem ganhar mais cores com projeto que tramita na Câmara

Hoje os veículos são prateados, mas pode haver flexibilização na regra para permitir outras pinturas

Isabella Valverde -
Ponto de táxi na Praça Bom Jesus, no centro de Anápolis. (Foto: Lucas Tavares)

Um projeto de lei apresentado na Câmara Municipal de Anápolis prevê flexibilizar regras para o serviço de táxi no município.

A proposta é que os carros, hoje somente pratas, também possam ter as cores preta ou branca.

Outra norma que pode ser flexibilizada diz respeito ao prazo para permissão do uso de veículos usados. Atualmente, táxis podem rodar com até oito anos, a partir da data de fabricação. Pelo texto do vereador Jackson Charles (PSB), o tempo seria ampliado para dez anos.

O parlamentar justifica que as mudanças são para fortalecer o segmento e apoiar os trabalhadores num momento de crise desta atividade.

“Com o crescimento dos aplicativos por transporte, a categoria tem sofrido bastante com o impacto da clientela”, escreve.

“Ainda, com a pandemia da Covid-19, os taxistas brasileiros enfrentam grandes dificuldades financeiras, com o isolamento social, a consequente diminuição do número de corridas”, completou.

O projeto foi construído num diálogo com trabalhadores do segmento. Ele ainda tramita nas comissões temáticas e precisa ser votado e aprovado na Câmara antes de ser sancionado pelo prefeito Roberto Naves (PP).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade