Igreja Católica toma providências após padre confessar ter feito sexo com noivo antes do casamento

Sacerdote era presidente do Tribunal Eclesiástico que julgava denúncias contra padres e processos de nulidade de casamento

Da Redação -
(Foto: Reprodução/Unspash)

A Igreja Católica tomou providências e afastou das funções ministeriais um padre de Natal (RN) que confessou ter feito sexo e vivido um relacionamento com um homem casado.

Após a divulgação de um áudio, o assunto se tornou um dos mais comentados da internet na última sexta-feira (03).

A relação teria ocorrido há cerca de dez anos e o áudio foi gravado em 2019, conforme os envolvidos no caso.

Na época, o homem era noivo e o padre chegou a celebrar o casamento dele com a esposa. Alguns anos depois, ela descobriu tudo e confrontou os dois, gravando uma conversa na qual o religioso confessa a relação.

No registro, a esposa traída conta que o caso entre os dois aconteceu entre 2010 e 2012, antes do casamento.

Em um dos trechos, o sacerdote diz que o caso com o rapaz se tratou de uma ‘fraqueza grande’ e que se arrepende. O padre ainda comenta que depois desse caso nunca mais teve nenhum relacionamento.

Segundo a Arquidiocese de Natal, o religioso era presidente do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano, onde julgava denúncias contra outros padres e processos de nulidade de casamentos, por exemplo.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade