PF cumpre mandados em Anápolis em operação contra desvios na compra de garrafas de água

Policiais federais e auditores também foram às ruas em Manaus e em Brasília

Rafael Tomazeti -
Viatura da Polícia Federal. (Foto: Divulgação / PF)

A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira (30) mandados judiciais em endereços de Anápolis numa operação que investiga desvios de recursos públicos federais na compra de 516 mil garrafas de água mineral de 05 litros.

Manaus e Brasília, além da cidade goiana, também têm alvos. Ao todo, são 08 mandados de sequestro de bens e valores e 13 de busca e apreensão. Participam das diligências 40 policiais federais e cinco auditores.

A investigação, conduzida em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF), apontou diversas irregularidades na aquisição das garrafas pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), como falta de critérios para compra, direcionamento nas pesquisas de preços e superfaturamento de quase R$ 2 milhões, que representa mais de 60% do valor total.

As garrafas seriam destinadas a dar apoio de emergência à população de municípios do interior do Amazonas que sofreram com inundações em 2017.

A CGU considerou frágil a documentação apresentada pela Funasa para justificar a compra e diz que há possibilidade de o material contratado nunca ter sido entregue. O prejuízo total, destarte, seria de quase R$ 5 milhões.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.