Obstetra de Anápolis explica importância de gestantes realizarem o pré-natal

Dra Luísa Maranhão é requisitada na área e atua na Clínica Popular da Saúde

Publieditorial -
Dra Luísa Maranhão atua na Clínica Popular da Saúde. (Foto: Divulgação)

Um novo bebezinho sempre é motivo de muita alegria para as famílias, mas antes de ele chegar, existe uma série de cuidados que uma gestante deve tomar para que o pequeno nasça saudável.

O primeiro e principal deles é o pré-natal, realizado por profissionais da saúde que, ao longo de vários meses, são responsáveis por solicitar exames e diagnosticar possíveis complicações que possam afetar a nova vida que está se formando.

Esses mesmos profissionais também atuam para que a mãe receba todos os cuidados que precisa para se manter bem ao longo de todo o processo de desenvolvimento do bebezinho.

E para explicar melhor sobre o assunto, entrevistamos a requisitada Dra Luísa Maranhão, que atua na área de ginecologia e obstetrícia na Clínica Popular da Saúde.

Ela é formada pela Universidade Federal de Goiás, com residência médica em ginecologia e obstetrícia pelo Hospital Materno Infantil de Goiânia.

Veja a entrevista na íntegra

O que é o pré-natal?
Dra. Luisa Maranhão: O pré-natal é o acompanhamento médico da mulher durante a gravidez. Durante as consultas do pré-natal, o médico deverá esclarecer todas as dúvidas da mulher sobre a gravidez e sobre o parto, assim como solicitar exames para verificar se está tudo bem com a mãe e com o bebê. Aconselho que antes da concepção da gestação, as pacientes procurem um médico para avaliarem possíveis doenças pré-existentes, para minimizar possíveis problemas durante a gravidez.

Como é uma consulta de pré-natal?
Dra. Luísa Maranhão: É na consulta do pré-natal que ocorrerá uma avaliação física da mulher, da pressão arterial e ganho de peso. Através da solicitação de exames laboratoriais e de imagem é possível acompanhar a evolução por completa da gestação.

Qual a importância?
Dra. Luísa Maranhão: A realização do pré-natal representa papel fundamental na prevenção e/ou detecção precoce de patologias tanto maternas como fetais, permitindo um desenvolvimento saudável do bebê e reduzindo os riscos da gestante, do feto e do parto.

Quando deve começar o pré-natal?
Dra. Luísa Maranhão: O pré-natal deve começar assim que a mulher descobre que está grávida. Estas consultas devem ser realizadas 1 vez por mês até a 32ª semana a 34ª semana de gestação e de 15 em 15 dias até a 36ª semana. As consultas serão semanais a partir da 36ª semana de gestação. As consultas se encerram apenas com o parto. Lembrando que entre 7 e 10 dias após o parto deve-se comparecer para a consulta de revisão do parto.

Quais exames são realizados?
Dra. Luísa Maranhão: Alguns deles são gerais e outros específicos a depender de cada gestante, comorbidade e evolução da gestação. Destacam-se os exames de sangue, urina e as ultrassonografias, que acompanham as curvas de crescimento, sendo imprescindível no final da gestação.

Como o ultrassom obstétrico ajuda na gestação?
Dra. Luisa Maranhão: O ultrassom obstétrico é um exame de imagem utilizado para acompanhar a curva de crescimento, vitalidade e o peso do bebê. Também avalia o funcionamento e posição da placenta. É útil para descartar diagnóstico de eventuais malformações fetais. É um cuidado essencial de acompanhamento por imagem da formação e evolução do bebê.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade