Mulher que acumula lixo em casa faz ofensas racistas e ameaça vizinha com pedaço de telha

Vítima foi à Delegacia de Polícia, mas preferiu não prestar queixa contra a agressora

Da Redação -
Caso foi parar na 6º Delegacia de Polícia Distrital de Aparecida de Goiânia. (Foto: Reprodução/ Google Maps)

Uma mulher, de 37 anos, foi vítima de injúria racial e ainda recebeu ameaças de morte de uma vizinha na tarde desta quarta-feira (06), em Aparecida de Goiânia.

A acusada dos crimes é uma vizinha que vem acumulando lixo em casa há meses. Os demais moradores da rua reclamam que, por conta do hábito, o mau cheiro impregnou o bairro. Insetos e ratos também passaram a fazer parte do cotidiano.

A vítima relatou que, no dia em questão, a mulher voltava para casa com mais lixo e, de repente, se virou para ela, que conversava com outra pessoa, e fez ofensas racistas.

De acordo com o relato, a vizinha teria dito frases como “bem que meu pai me disse que preto não presta” e “bandida e preta”.

Quando a moradora ofendida tentou pegar o celular para filmar as agressões, a vizinha começou a correr atrás dela com um pedaço de telha em mãos.

Ao perdê-la de vista, disse que no dia seguinte a mandaria para o inferno e ainda mataria uma criança.

Assustada com a situação, a vítima foi até a 6º Delegacia de Polícia Distrital de Aparecida de Goiânia, relatou o ocorrido e afirmou acreditar que a agressora possa ter algum problema de saúde mental.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade