Em coma há dois anos, mulher acorda e faz revelação que deixa toda a família em choque

Um dos membros foi preso e o caso segue sendo investigado pelas autoridades

Gabriella Licia -
Wanda e o irmão Daniel. (Foto: Reprodução)

Uma norte-americana acordou do coma depois de dois anos sem reação e chocou a família revelar o verdadeiro culpado pelo acidente que a deixou acamada.

Wanda Palmer, de 51 anos, pediu para acionar a polícia Cottageville, na Virgínia Ocidental (EUA), e contou às autoridades que teria sido o irmão dela, Daniel Palmer III, quem a atacou em junho de 2020.

A mulher havia sido encontrada por uma guarnição, à beira da morte, no sofá onde vivia, após ficar gravemente ferida com alguma arma branca extremamente cortante.

O xerife Ross Mellinger, encarregado pelo caso, explicou que, na ocasião, os agentes chegaram a acreditar que Wanda estaria morta, devido ao estado que ela estava.

“Quando chegamos lá, para ser honesto, pensamos que ela estava morta”, contou Ross ao MetroNews. Porém, apesar do cenário, não havia indícios do criminoso.

Nem imangens de câmeras de segurança e nem a arma do crime foram ser encontrados para acusar alguém. Apenas uma testemunha confessou ter visto Daniel na varanda, na noite anterior.

Diante disso, o caso foi deixado em aberto até que a vítima se recuperasse do coma. Somente na última semana que a norte-americana acordou e conseguiu se lembrar de tudo.

O irmão dela foi preso e acusado por tentativa de homicídio e ferimento malicioso pelo ataque.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade