Existe um motivo concreto para o valor da cesta básica ter sofrido redução em Anápolis

No mês passado, Procon Municipal identificou que produtos consumiam mais da metade do salário mínimo

Isabella Valverde -
Cesta básica teve uma redução de R$ 35,44 quando comparado com o mês anterior. (Foto: Reprodução)

A redução do preço dos combustíveis fez cair o percentual de renda comprometido com a cesta básica em Anápolis. De acordo com o Procon, os produtos básicos consomem agora 46,7% do salário mínimo.

A pesquisa, realizada entre 01 e 05 de julho, apontou queda em comparação com junho. No mês passado, a cesta básica custava 51,71% do salário mínimo.

O levantamento comparou os valores de cerca de 23 produtos básicos definidos pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), em seis diferentes comércios da região.

De acordo com os dados, houve uma redução de R$ 35,44 (5,89%) no preço médio da cesta básica quando comparado com o mês anterior, passando de R$ 601,47 registrado em junho para R$ 566,03 no mês de julho.

A redução do valor tem ligação com o barateamento dos combustíveis. O litro da gasolina caiu de cerca de R$ 8 para R$ 5,70 na cidade, o que reflete nos custos de transporte e, por fim, faz cair o preço dos produtos.

Vale ressaltar que a análise do Procon é realizada a partir do necessário para apenas um adulto, não levando em conta famílias.

Mesmo com a redução, os valores seguem salgados e afetam o bolso do trabalhador, que precisa se equilibrar para conseguir pagar todas as contas e compras os itens.

Em Anápolis, o comprometimento da renda é menor que a média nacional. No Brasil, a cesta custa R$ 663,29, o que representa um comprometimento de 55% do salário mínimo do trabalhador.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade