Mulher acusada de participar de morte de adolescente enfim é presa em Anápolis

Menor de idade foi morto em casa, a sangue frio, após se recusar a dizer onde o pai dele estava

Da Redação -
Kênia Pollyana Fernandes Beira, de 30 anos. (Foto: Reprodução)

Foi presa na tarde deste domingo (24), no Alto da Bela Vista, região Leste de Anápolis, Kênia Pollyana Fernandes Beira, de 30 anos, acusada de participar do assassinato de Bruno Otávio Mendes de Oliveira, de 14 anos, em 2019.

Além dela, mais cinco réus respondem na Justiça pelos crimes de homicídio e associação criminosa.

Foi através de uma denúncia que a Força Tática Municipal chegou até o endereço de Kênia. Logo após ser identificada, os policiais a encaminharam à Central de Flagrantes.

O crime, que aconteceu no Jardim Alvorada, também na região Leste da cidade, chocou os moradores pela frieza e brutalidade.

Bruno Otávio estava em casa quando dois homens chegaram ao local questionando onde o pai dele estava. O adolescente se recusou a dizer e foi executado a tiros.

As prisões preventivas de Kênia e do restante da quadrilha foram decretadas no final de maio pela juíza Nina Sá Araújo, da 1º Vara Criminal de Anápolis.

Conforme a decisão, o quinteto que possui uma extensa lista de antecedentes criminais e a liberdade deles coloca em risco a sociedade.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.