Goiás se antecipa e prepara leitos de hospitais para infectados com a Varíola dos Macacos

Pacientes em estado mais grave podem ser assistidos em sete unidades hospitalares distribuídas em todas as regiões do estado

Karina Ribeiro -
Criança foi encaminhada com vida ao Hecad. (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)

Sete unidades hospitalares de Goiás estão devidamente destinadas para caso haja necessidade de internações de pacientes contaminados com a Monkeypox – mais conhecida como varíola dos macacos. A decisão antecipada, antes mesmo de algum caso registrado no estado tenha precisado desse tipo de assistência dá o tom de uma espécie de lição aplicada forçadamente pela Covid-19.

Divididos por regiões, o Hospital de Doenças Tropicais (HDT) foi preparado para atender possível agravamento de pacientes oriundos de Goiânia – que conta com 29 casos confirmados.

Já leitos do Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (HECAD) serão para pessoas dessa faixa etária da capital e demais municípios.

Aos moradores da segunda maior cidade do estado, Aparecida de Goiânia, os leitos para tratamento estão organizados no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP).

A região Sudoeste do Estado conta com o Hospital Estadual de Santa Helena de Goiás (HERSO) e Hospital Estadual de Jataí Dr. Serafim de Carvalho.

Por último, pacientes do Centro-Norte e Nordeste terão como assistência os recursos do Hospital Estadual de Anápolis (HEANA) e Hospital Estadual do Centro Norte Goiano (HCN). A Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Goiás não informou quantos leitos estão disponíveis em cada unidade.

Vale ressaltar que, até o último boletim divulgado pela SES, nesta terça-feira (02), foram confirmados 35 casos – sendo 29 em Goiânia, 03 em Aparecida de Goiânia, 01 em Inhumas, Itaberaí e Luziânia. Todos são homens com idade entre 23 anos e 43 anos de idade.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade