Jovem que ficou sem oxigênio após crise alérgica com pimenta tem quadro de saúde estabilizado

Ainda internada, jovem apresenta melhora e respira com ajuda de aparelhos respiratórios

Da Redação Da Redação -
Thais Medeiros de Oliveira já tem nova data para voltar para casa (Foto: Arquivo Pessoal)

A jovem trancista Thaís Medeiros de Oliveira, de 25 anos, segue internada em estado grave, porém estável.

Ela foi vítima de uma reação alérgica, ocorrida na última sexta-feira (17). A mulher foi entubada após ficar aproximadamente 07 minutos sem pulso e 15 minutos sem oxigênio. Atualmente ela respira com ventilação mecânica e está internada na Santa Casa de Anápolis.

Apesar desse tempo sem oxigênio representar riscos de sequelas, a equipe médica afirma que devido à pouca idade da jovem ainda há a chance de recuperação. Contudo, ainda será averiguado se ocorreu lesões ou possível morte cerebral.

Diagnosticada com pneumonia, também foi feito um Raio-x do pulmão da trancista, que estava acumulando secreção. O procedimento para retirada já foi realizado e ocorreu sem complicações.

O Portal 6 entrou em contato com a assessoria da Santa Casa de Anápolis nesta segunda-feira (20), que informou estar aguardando a autorização da família para divulgação dos boletins médicos ao público e à imprensa.

Entenda

Por volta de 12h desta sexta-feira (17), Thaís estava almoçando na casa do namorado, na Vila Jaiara, quando começou a ter uma reação alérgica por causa do cheiro de uma pimenta.

“A Thaís estava com minha irmã e minha mãe na cozinha, quando ela cheirou algum tipo de pimenta. Na hora a garganta dela começou a coçar, mas a gente não imaginou que fosse dar problema”, contou o parceiro da jovem.

Segundo ele, ninguém sabia que ela tinha alergia e a família só se deu conta da gravidade do caso quando a trancista começou a ficar sem ar e o corpo amoleceu.

Eles tiveram que sair às pressas e levar a jovem até o Hospital Evangélico Goiano. Matheus relatou que a situação ficava cada vez mais dramática dentro do carro.

“Ela chegou morta no hospital. Ela ficou cerca de 07 minutos sem pulso, sem respirar. Foi só quando chegamos lá que os médicos conseguiram reanimar ela. Mas devem ter sido cerca de 15 minutos que ela ficou sem oxigênio”, detalhou.

Apesar de ter sobrevivido à parada cardiorrespiratória, o quadro de Thais ainda é delicado. Ela precisou ser entubada e os familiares não teriam condições para arcar com os custos iniciais do tempo em que ele esteve em uma unidade particular.

Portanto, foi criada uma campanha no site de financiamento coletivo Vakinha para que outras pessoas possam ajudá-la com doações.

“Nem a minha família, nem a dela tem condições de pagarmos esse valor. Por isso que estamos precisando de toda a ajuda possível”, afirmou Matheus.

A ação pode ser encontrada pela ID 3497018 ou pelo título “Ajudem a Thais 🙏🏻” na plataforma digital. A chave PIX [email protected] também pode ser utilizada para fazer doações.

“Thaís tem 25 anos, uma moça saudável e honesta, tem duas filhas pequenas. Na certeza de que Deus está a frente, conto com a generosidade de todos”, pontuou o namorado na publicação online.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade