Peru apreende 58 kg de cocaína marcada com símbolos nazistas e nome ‘Hitler’

Carga foi encontrada em um navio com uma bandeira da Libéria em um terminal de Paita, uma pequena cidade no litoral norte Peru

Folhapress Folhapress -
(Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

A polícia peruana apreendeu 58 kg de cocaína em embalagens estampadas com a suástica, informaram autoridades do país nesta quinta-feira (25). A droga estava em 50 tijolos marcados com o nome “Hitler”, líder da Alemanha nazista entre 1933 e 1945.

A carga foi encontrada em um navio com uma bandeira da Libéria em um terminal de Paita, uma pequena cidade no litoral norte Peru, e tinha como destino a Bélgica. A carga ficou sob custódia policial para investigação -as autoridades não informaram se alguém foi preso nem as possíveis motivações dos traficantes que marcaram os tijolos.

Esse foi o primeiro registro de uma remessa de drogas com símbolos nazistas no país. Operações para deter o narcotráfico, porém, são comuns -em 2022, a polícia peruana confiscou mais de 22 toneladas de cocaína.

O Peru produz cerca de 400 toneladas da droga anualmente, o que o faz um dos maiores produtores mundiais de cocaína, ao lado de países como a Colômbia. Entre essas duas nações está o Equador, de onde veio a embarcação revistada por policiais nesta quinta.

Na semana passada, a polícia do sul da Itália divulgou a apreensão de quase três toneladas de cocaína em um porto na Calábria. Segundo a guarda responsável por crimes financeiros no país, a carga recorde encontrada no local valeria mais de 800 milhões de euros (cerca de R$ 4,3 bilhões).

O carregamento, que viajaria até a Armênia, também vinha da cidade equatoriana de Guayaquil. Localizado a sudoeste do país, o município é um dos mais impactados pelo narcotráfico e pela violência crescente no Equador. A taxa de homicídios saltou de 14 para 25 por 100 mil habitantes de 2021 para 2022, segundo o governo, e, ainda de acordo com as autoridades locais, mais de 420 detentos morreram em massacres em prisões.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade