Vanderlan defende candidatura própria em Anápolis e desautoriza Jader Melo

Declaração coloca ponto final na polêmica iniciada pelo pré-candidato do partido à prefeitura

Pedro Hara Pedro Hara -
Senador Vanderlan Cardoso. (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Presidente estadual do PSD, Vanderlan Cardoso defendeu que o partido tenha candidatura própria em Anápolis, mas que a decisão só será tomada no mês de julho, em consenso com os integrantes da sigla na cidade.

“Partido para crescer tem que ter candidatura, então que o PSD tenha candidatura em Anápolis. Agora é uma decisão que tem que ser tomada pelo presidente e pelos membros do partido e isso será no mês de julho”, declarou o senador.

A declaração dada ao programa Manhã 105, da rádio 105.7 FM, nesta quinta-feira (13), coloca ponto final na polêmica iniciada por Jader Melo, pré-candidato do PSD, dizendo que a legenda apoiará Antônio Gomide (PT).

Segundo o suplente de Vanderlan, a decisão seria anunciada no dia 22 de junho, data do lançamento da pré-candidatura do deputado estadual.

O senador desautorizou Jader Melo a falar em nome do PSD e entregou todas as decisões do partido em Anápolis nas mãos do presidente municipal, o ex-vereador Joaquim Liminha.

“Em Anápolis nós temos um presidente do partido, é o Liminha. Quem fala pelo partido em Anápolis é o Liminha. Não partiu da direção a data do dia 22, quem coloca data para o partido decidir, é o partido, não é ninguém de outro partido que vai colocar data, e muito menos membro do partido que não seja da presidência. Se ele disse isso, ele disse por conta própria”, disse.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.