Portal 6

Ano novo, promessas velhas!

Todo fim de ano é a mesma coisa: Acreditamos que a simples mudança de um ano para outro basta para que mudanças drásticas aconteçam em nossa vida! Fazemos mil e uma promessas que deverão ser cumpridas neste ano que se inicia, nos esquecendo que mudanças não acontecem de um dia para o outro, e o principalmente: elas dependem de fatores que vão alem da força de vontade.

Talvez o grande problema seja a expectativa exagerada que criamos em relação ao ano que está começando, que nos leva a acreditar que teremos uma nova oportunidade para fazer tudo diferente. Acontece que não percebemos a nossa total falta de percepção quanto às nossas próprias limitações. E este, talvez, seja o maior dos problemas. Não reconhecemos nossos limites e impomos a nós mesmos determinadas metas que jamais serão cumpridas. Vamos enumerar algumas?

Aposto que na sua lista de promessas para 2017, pelo menos um destes itens deve estar presente: Emagrecer/entrar na academia/ter uma vida saudável, Arrumar um emprego ou mudar para um emprego melhor, Casar/noivar/desencalhar, Pagar todas as contas, Aprender um novo idioma ou alguma coisa nova, Viajar, Dar mais atenção à família e aos amigos, Comprar/trocar de carro ou casa, Ser feliz… E ainda devem haver outros milhões de promessas por aí. Acertei?

Porém, o fator principal para que uma resolução de ano novo dê certo é ignorada pela maioria das pessoas, e quase nunca está nas listas de promessas: Disposição para mudar! Einstein já dizia que “Insanidade é fazer sempre a mesma coisa, e esperar resultados diferentes!”. Somos insanos, portanto! Afinal, não mudamos nada em nossas vidas, porém ficamos esperando que o ano que começou seja diferente em tudo!

Outro ponto que atrapalha o cumprimento das promessas de ano novo é a falta de objetividade. Ou as promessas são vagas (ser feliz) ou são absurdamente difíceis de serem cumpridas (Perder 30 kg). Ao fazer isso, você está automaticamente se sabotando e isso só vai aumentar sua frustração ao longo do ano, ao perceber que tudo está igual, ou pior, que o ano passado. Vamos pegar os exemplos de algumas das promessas acima?

Emagrecer/entrar na academia/ter uma vida saudável! – Este talvez seja a promessa mais comum. Perder peso é mais difícil do que ganhar! Falo isso por experiência própria. O principal problema talvez seja as metas absurdas. Tenho amigos que prometeram perder 30 quilos neste novo ano. Óbvio que vão se frustrar pois é muito difícil alcançar esta meta, ainda mais sem mudanças drásticas na alimentação combinadas com exercícios pesados. Ao invés de prometer perder 30kg em 2017, você pode prometer perder 05 quilos até o meio do ano, ou um kg por mês. É bem mais fácil, e se você chegar neste ponto, se sentirá muito mais motivado a continuar, pois os resultados são visíveis e você percebeu que é possível.

Academia e dieta são os grandes vilões desta promessa. Convenhamos a maioria das pessoas não gosta de exercícios físicos. Academia é chata pra muita gente (eu, inclusive). Mas exercícios físicos não são exclusividade de Academias. O mais importante é achar uma atividade que te dê prazer e te faça se sentir bem. Caminhar no parque, andar de bicicleta, andar de patins, esquiar (ok, essa não vale. Esquiar no Brasil é impossível), andar à cavalo, nadar… Existem diversas atividades prazerosas e que ajudam a emagrecer. Basta começar e perseverar! Não comece o que não dará continuidade, isso só aumenta a frustração.

Depois de começar uma atividade física, esbarramos na dieta! Muita gente acha que dieta boa é a que te faz passar fome, enquanto a maioria dos nutricionistas diz justamente que o ideal é cortar alimentos industrializados, gorduras e açúcares e comer em pequenas quantidades a cada duas ou três horas. Então ao invés de começar uma dieta louca que você não vai conseguir cumprir por muito tempo, comece trocando o refrigerante por sucos de frutas, comer frutas e verduras, e faça pequenas pausas para comer alguma coisa ao longo do dia, evitando passar várias horas sem comer nada. Você vai ver que assim vai ficar bem mais fácil cumprir esta meta.

Arrumar um emprego/mudar para um emprego melhor! Esta é outra promessa que vejo muitos fazerem e não tomarem nenhuma atitude para realizá-la. Alguns esperam o emprego perfeito cair do céu, só pode! Para conseguir um emprego melhor ou mesmo o primeiro emprego, você precisa se destacar no mercado de trabalho. A concorrência é grande, e ninguém vai te contratar apenas por você querer muito isso. Existem diversos cursos gratuitos em diversas instituições. Corra atrás deles. Diversifique e “encha” seu currículo. Num processo seletivo, um currículo com muitos cursos, mesmo com pouca experiência, chama atenção, pois mostra que você está disposto a aprender e busca novas coisas sempre. E conhecimento nunca é demais!

Se você já tem um emprego, e quer sair dele, primeiro você tem que entender o que te faz tão infeliz neste emprego. Busque listar os motivos, para saber se o problema é com o local específico ou com você. Às vezes não adianta trocar de trabalho, se você vai continuar sabotando a si mesmo. Além disso, você precisa buscar conhecimentos novos, para que seja fácil se candidatar a outras vagas. E nunca, (NUNCA!) fale mal do seu antigo emprego em uma entrevista. Então, ao invés de prometer arrumar um novo emprego, prometa se capacitar para estar apto a se candidatar a outras vagas.

Outra promessa que nunca é cumprida é “Pagar todas as Contas”! Não basta ter o propósito de pagar suas contas. É preciso planejamento, força de vontade e muito empenho para conseguir alcançar esta meta. Primeiro, controle seu dinheiro. Você sabe quanto ganha por mês? E quanto você gasta? Faça uma planilha, uma caderneta, ou baixe um dos inúmeros aplicativos para smartphones, em que você possa anotar tudo que ganha e com o que gasta. Assim fica mais fácil controlar tudo. Pois é possível fazer uma comparação entre receitas e despesas, permitindo que você veja onde dá para apertar um pouco os gastos.

Se você tem dívida com cartão de crédito, pode ser melhor pegar um empréstimo para quitá-la, pois os juros são bem menores. Corte gastos supérfluos e analise se não é hora de diminuir o pacote de TV à cabo, ou reduzir a velocidade da internet, evitar passear em shoppings (para não fazer compras desnecessárias), gerando uma economia maior no fim do mês, sobrando assim dinheiro para pagar suas contas mais urgentes. Economia não significa que você tem que cortar toda a diversão. Apenas estabeleça prioridades, e busque programas mais baratos. Lembre-se que isso não é permanente, é só até quitar as dívidas.

Alguns prometem que no ano novo irão Viajar e aprender um novo idioma, mas se esquecem que estes planos também exigem planejamento, pois envolvem gastos e tempo que deverá ser exclusivo para tais atividades. Hoje é possível aprender um novo idioma de graça, por meio de aplicativos para celular, como o Duolingo. Viagens nem sempre são vantajosas, principalmente em pacotes de alta temporada. Busque por épocas com menores demandas, ou baixa temporada, o preço é bem menor, e a diversão é a mesma, pois o que conta em passeios são as pessoas com quem compartilhamos os bons momentos, e não um dia específico do ano.

Muitos querem Namorar/casar/noivar, no ano que vem. Esta é talvez a mais difícil. Um relacionamento exige muito de você. É preciso estar aberto a se comprometer, disposição para mudar alguns hábitos e a certeza de que você não achará ninguém perfeito. Não existem pessoas perfeitas, assim como você não é perfeito. Portanto, não crie expectativas demais sobre alguém. Saiba que essa pessoa é imperfeita como você, que ela peida, tira melecas do nariz, ronca, e talvez goste de músicas que você odeie. Assim, a chance de se frustrar é bem menor. Antes de decidir se casar, ou mesmo noivar, sente com seu parceiro, faça as contas. Talvez não seja a melhor hora. Casamento existe para juntar vidas, e ele tem uma grande chance de fracassar se começar juntando dívidas!

Viu que é possível tornar suas promessas de ano novo mais fáceis de serem cumpridas? Basta torná-las menos vazias e mais objetivas. Defina metas mais simples e fáceis de serem alcançadas. Estabeleça etapas e prazos para cumprir cada promessa, assim você pode visualizar o seu progresso e se sentir mais motivado a chegar até o fim. E o principal: a mudança só acontece se a gente mudar! Espero que 2017 seja um ano melhor para todos os nossos leitores. Ano que vem a gente fala disso novamente, e descobre se todos conseguiram cumprir suas metas!

 

Bruno Rodrigues Ferreira é psicólogo e jornalista. Especialista em Educação e Tecnologia e Gestão em Saúde. Twitter: @ferreirarbruno

Quer comentar?

Comentários