PublicidadePublicidade

Justiça determina que DETRAN volte atrás na proibição de venda de veículo por quem tiver nome sujo

Da Redação -

O DETRAN-GO terá de voltar atrás na decisão de vincular débitos de veículos no órgão ao CPF das pessoas.

Caso se negue a fazê-lo, o órgão receberá multa diária de 20 mil reais pelo Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), que determinou a revogação da portaria n° 606/2015-GP por meio de liminar favorável impetrada pelo diretório metropolitano do PMDB e deputado estadual Major Araújo (PRP).

A reviravolta traz alívio a garagistas e pessoas que tinham débitos antigos no DETRAN, que até o momento não se pronunciou sobre a decisão do TJGO.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade