Portal 6

Justiça manda Hospital Evangélico indenizar filho após trocar cadáver da mãe

Walter Gomes Veloso pediu R$ 1 milhão para reparar o constrangimento e os danos sofridos pela família

O juiz Eduardo Walmory Sanches, da 1ª Vara Cível de Anápolis, condenou o Hospital Evangélico Goiano a indenizar o jovem Walter Gomes Veloso, depois que o cadáver da mãe dele foi trocado e transportado para a cidade de Itapaci.

Henriqueta Veloso morreu na madrugada do dia 9 de abril de 2014 e, inicialmente, a família tinha a pretensão de enterrá-la as 7h do mesmo dia. No entanto, já passava de meio-dia e o hospital, além de não liberar o corpo, também dava nenhuma explicação.

Por fim, a família acabou descobrindo que Henriqueta havia sido encaminhada para outra cidade no lugar do corpo de Firmina Basílio, que morreu no hospital no mesmo dia.

Devido ao constrangimento moral, Wagner chegou a ajuizar uma ação contra a unidade pedindo R$1 milhão, mas o juiz Eduardo entendeu que a quantia não condizia “com os parâmetros adotados em casos similares e aos critérios de razoabilidade e proporcionalidade”.

Para não deixar o hospital impune, o magistrado decidiu que o filho terá de receber uma indenização de R$30 mil, sob a explicação que “o erro de troca de cadáveres é gravíssimo, afinal ofende a dignidade humana de toda a família num momento de tristeza e angústia”.

Veja a sentença na íntegra.

Com informações do TJGO

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Nosso Twitter