Portal 6

Dono de pet shop em Anápolis começa a expor pessoas que abandonam animais na porta do estabelecimento

Registros foram feitos durante os últimos cinco dias

Anápolis costuma ser conhecida pelos inúmeras grupos que atuam em defesa aos animais em situação de rua. No entanto, os últimos dias tem mostrado com clareza uma outra face dessa história.

Desde terça-feira (10), circula nas redes sociais vídeos de câmera de segurança de uma casa de rações, no Bairro Paraíso, onde três pessoas aparecem com animais escondidos em caixas e sacolas para simplesmente os largarem na porta do estabelecimento.

Nas imagens, é possível ver que os responsáveis chegam no local com receio e têm o cuidado para que ninguém na rua os veja.

Proprietário da casa de rações, João Urias utilizou os registros para fazer um desabafo sobre o descaso desses proprietários. Na publicação, ele alega que começará a levar as imagens à delegacia para denunciá-los.

‘Abandono de animais também se enquadra em maus-tratos. Nos últimos cinco dias, foram três registros de abandono de cães e gatos aqui na loja’, escreveu.

Ao Portal 6, a vereadora e defensora da causa animal, Thais Souza (PSL), contou que, apesar de ser uma ação ‘comum’, o número de abandonos cresceu de forma significativa neste ano.

“Apenas na última semana, 30 gatos e 10 cães foram abandonados na porta da Aspaam. Outras ONG’s também estão passando por esse problema. Essa é uma tentativa irresponsável de transferir a responsabilidade para pessoas que não tem condições. Tudo tem limite. A população precisa se conscientizar e parar de tentar dispensar um animal como lixo todas as vezes que surgir a oportunidade. Aqui nós temos a castração a baixo custo, só que as vezes a pessoa tem R$100 para tomar uma cerveja, mas não tem para cuidar do próprio animal”, desabafou.

Segundo a parlamentar, também é dever do poder público promover ações para que esse o alto índice de animais nas ruas diminuam em Anápolis.

“Precisamos e estamos lutando por uma fiscalização eficiente. As pessoas que abandonam um animal fazem isso porque sabe que não serão responsabilidades e precisa ter uma punição. A Lei que protege os animais tem de ser cumprida. Se não alinharmos essa política de fiscalizar e conscientizar, não vamos mudar essa realidade”.

Procurado pela reportagem para comentar o caso, João Urias explicou que estava a caminho de um compromisso importante e que retornaria em outro momento.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.