Portal 6

O mistério que ronda o atropelamento e morte de mulher na BR 153, em Anápolis

Laudo cadavérico, previsto para sair em até 15 dias, confirmará suspeita sobre gravidez da vítima

Permanece sem identificação no Instituto Médico Legal de Anápolis o corpo de mulher que foi atropelada na noite de domingo (03), no km 442 da BR 153, próximo ao Bairro de Lourdes, região Leste da cidade.

De acordo com o IML, a vítima tem pele parda, cabelos castanhos e nenhuma tatuagem ou cicatriz no corpo.

Titular da Delegacia de Trânsito, o delegado Manoel Vanderic disse ao Portal 6 que um inquérito será instaurado para investigar o que causou o acidente assim que a mulher for identificada.

“Vamos apurar se houve culpa da vítima, no caso de andar e atravessar repentinamente ou em lugar inoportuno, ou se também foi culpa do motorista, que poderia estar em alta velocidade ou ter feito manobras proibidas. Já fizemos perícia no local, mas ainda é tudo muito preliminar. Só vamos saber o que houve assim que os laudos ficarem prontos”, explicou.

Conforme Vanderic, mesmo que nenhum familiar tenha reclamado pelo corpo até a tarde desta terça-feira (05), já existem indícios de que a mulher morava em outra cidade.

Por isso, uma equipe da Polícia Civil deverá se deslocar ao provável endereço para tentar confirmar a identidade dessa mulher e obter acessos aos documentos pessoais.

Ao chegar ao local do acidente, foi levantada por policiais a suspeita de que a mulher estaria grávida, porém, segundo o IML, a gestação só será confirmada no laudo cadavérico, previsto para sair em até 15 dias. O documento também poderá atestar se ela estava bêbada no momento do acidente.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.