Portal 6

Vítima de esfaqueamento na Avenida Brasil é identificada pela Polícia Civil

Suspeito está preso, mas nega o crime. Após primeiro golpe, vítima tentou fugir para viver

Atualização às 14h58 com correção

O “jejum” de mais 20 dias sem nenhum homicídio em Anápolis foi quebrado na manhã deste domingo (15) com o assassinato a facadas de um homem de 32 anos no bairro Andracel, em frente à Irmão Soares, na Avenida Brasil Norte.

O possível autor do crime brutal foi identificado por uma testemunha, que ajudou a encontrá-lo durante patrulhamento nas mediações do local pela Polícia Militar.

Vicente Faro Rosa Junior, de 26 anos, foi preso em flagrante, mas nega o crime. No entanto, ele permanece preso à disposição do Poder Judiciário.

A vítima, José Dênis Rocha, morava no bairro Jandaia.

(Foto: Reprodução)

Como o suspeito nega o homicídio, a motivação do crime ainda não está definida. O delegado do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis trabalha com a versão de que José Dênis teria discutido com Vicente antes do primeiro golpe de faca.

As outras três facadas, todas na região no tórax, foram desferidas após a vítima tentar atravessar a Avenida Brasil para tentar fugir.

“O suspeito nega o crime e disse que está sendo vítima de uma injustiça. Mas houve o confrontamento da roupa que ele usava com a que a testemunha descreveu. Apesar disso, a arma do crime ainda não foi encontrada”, conta.

Essa foi a morte violenta de número 73 registrada em Anápolis neste ano.

Nota da Redação

Anteriormente, constava na reportagem que a vítima havia sido assassinada em frente à loja do Magazine Luiza. Na verdade, o crime ocorreu na porta da Irmão Soares, que fica ao lado.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.