Câmara Municipal envia documento ao STF repudiando descriminalização do aborto

“Temos que levantar a voz, mostrar o sentimento da população de Anápolis, que defendemos a vida e somos contra essa ação”, destacou o vereador Amilton Filho

Da Redação -

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) devem receber nos próximos dias uma Moção de Repúdio encaminhada pela Câmara Municipal de Anápolis.

De autoria do presidente Amilton Filho (SDD), o documento, aprovado pelo legislativo municipal, demonstra insatisfação com a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, protocolada pelo PSOL, que questiona os artigos 124 e 125 do Código Penal, que criminalizam a interrupção da gravidez.

Na prática, o que se discutiu, em audiência pública convocada pela relatora do processo, ministra Rosa Weber, foi a descriminalização do aborto no Brasil até a 12ª semana de gestação.

“Temos que levantar a voz, mostrar o sentimento da população de Anápolis, que defendemos a vida e somos contra essa ação”, destacou o parlamentar. “Nosso povo defende os princípios cristãos”, emendou.

Em tempo

No último sábado (04), cerca de mil pessoas participaram de uma marcha em Anápolis contra a legalização do aborto.

A passeata foi promovida pela Diocese de Anápolis, por meio do movimento Igreja e Sociedade e teve a participação de padres, pastores, líderes religiosos e leigos integrados às mais diversas paróquias e movimentos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.