Candidato a deputado por Anápolis é levado preso pela Polícia Federal

Mandado faz parte da Operação Registro Espúrio, deflagrada na manhã desta terça-feira (18)

Danilo Boaventura -

O candidato a deputado estadual pelo PTB, Degmar Pereira, foi preso na manhã desta terça-feira (18) por agentes da Polícia Federal que participam da quarta fase da Operação Registro Espúrio.

A força tarefa, que saiu às ruas para cumprir 16 mandados de busca, apreensão e prisão, investiga a atuação de uma organização criminosa em entidades interessadas em obter, de forma fraudulenta, restituições de contribuições sindicais recolhidas indevidamente da Conta Especial Emprego e Salário (CEES).

Advogado do candidato, Regis Oliveira atendeu à imprensa afirmando que o cliente dele é perseguido político.

Após ser ouvido pela Polícia Federal de Anápolis, Degmar Pereira deve ser levado para a sede do órgão, em Goiânia, e cumprir cinco dias de prisão temporária.

Em tempo

Segundo a Polícia Federal, os valores obtidos nas restituições fraudulentas eram transferidos da CEES para as contas bancárias das entidades, com posterior repasse de um percentual para os servidores públicos e advogados integrantes do esquema.

Os investigados respondem pelos crimes de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, falsificação de documento público e lavagem de dinheiro.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.