Corpo encontrado abandonado em Anápolis ainda não foi identificado

Cadáver já estava em decomposição e peritos tiveram até de acionar ajuda de Goiânia para o caso

Da Redação -

Permanece sem identificação, no Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis, o corpo do homem encontrado em estado de decomposição na segunda-feira (12), no Jardim Esperança, bairro do extremo Sul da cidade.

Segundo o delegado Cleiton Lobo, titular da Delegacia de Homicídios, até a tarde desta terça-feira (13) ninguém procurou a polícia ou o IML para averiguar se o cadáver poderia ser de algum familiar desaparecido.

“Nós só sabemos que foi um homicídio por causa da marca contundente que foi encontrada na parte frontal e lateral da cabeça da vítima e também devido ao fato de que havia um corte na orelha esquerda”, disse.

Conforme o investigador, a apuração do caso só poderá ser iniciada assim que o corpo for identificado. Caso contrário, é impossível encontrar possíveis suspeitos e ouvir testemunhas.

Ao Portal 6, a Polícia Técnico-Científica informou que as digitais do homem foram colhidas e encaminhadas ao IML de Goiânia para que o nome e idade dele seja descoberto através de registros.

O resultado pode demorar entre dois ou três dias para ser divulgado, pois a decomposição pode atrapalhar o trabalho dos peritos.

O corpo foi jogado em meio a um lote abandonado, utilizado por moradores da região para descartar lixos e entulhos. Informações do 4º BPM dão conta apenas de que ele aparenta ter mais de 35 anos e é branco.

Devido ao estado do cadáver, a suspeita é que o crime tenha acontecido na última semana.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.