Tragédia familiar na GO-222 em Anápolis repercute na imprensa nacional

Apesar dos boatos que circulam pelas redes sociais, causas do acidente ainda não foram apontadas pela perícia

Da Redação -

A tragédia ocorrida em Anápolis na última sexta-feira (16) foi repercutida pela imprensa nacional.

João Batista Gomes, de 60 anos, Sueli Pereira de Matos Gomes, de 49, e Irene Lúcia Gomes, de 49, morreram em um acidente entre o carro em que eles viajavam e um caminhão na GO-222.

O G1, portal de notícias da Rede Globo, entrevistou o vereador Mauro Severiano (PSDB) que explicou eles haviam acabado de enterrar a irmã de João Batista e mãe de Irene Lúcia Gomes na cidade de Itaberaí.

PublicidadePublicidade

(Captura)

Publicação cristã, o Gospel Mais destacou o fato de que João Batista também era pastor evangélico.

(Captura)

A versão online da revista semanal Isto É também incluiu a fatalidade entre as principais manchetes deste sábado (17).

(Captura)

A filha de João Batista e Sueli que também estava no veículo e permanece internada no Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA).

Apesar dos boatos que circulam pelas redes sociais, a perícia ainda não apontou as causas do acidente.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.