Portal 6

A novidade que permitirá Anápolis dar uma grande contribuição ao Cerrado

(Foto: Divulgação/ Secima)

Bairro carente da cidade foi escolhido para abrigar a iniciativa, que também deve beneficiar os distritos de Souzânia, Interlândia, Goialândia e Joanápolis

Foi assinado nesta segunda-feira (19), em Goiânia, na sede da Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), o convênio com a Prefeitura de Anápolis para a implantação do Centro de Produção de Mudas Nativas do Cerrado.

A ideia é recuperar e recompor o Bioma Cerrado na cidade e nos de Souzânia, Interlândia, Goialândia e Joanápolis.

O valor total do projeto é de R$ 345.72,00 – dos quais R$ 309.887,00 são provenientes do Fundo Estadual do Meio Ambiente (Fema) e R$ 35.685,00 de contrapartida do município. O convênio foi assinado pelo titular da Secima, Hwaskar Fagundes, pelo prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PTB) e pela gestora do Fema, Vera Lúcia Nascimento.

As mudas serão utilizadas para recuperar as nascentes, corpos hídricos e áreas em processo de erosão. Também vão propiciar a restauração tecnológica da ocupação do solo, permitindo que o ciclo natural da água se complete em todo o município de Anápolis e nos seus distritos.

Diretor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Antônio El Zayeck contou que o projeto foi elaborado pensando na recuperação de nascentes, de áreas de preservação permanente (APPs) e das margens córregos de Anápolis. Um bairro carente da cidade foi escolhido para abrigar a iniciativa.

“O centro de produção de mudas será implantado no bairro de Copacabana, uma região que precisa ser ocupada com bons projetos”, acrescentou.

“A partir do momento em que a gente cuida do meio ambiente a nossa qualidade de vida melhora e também deixamos de sofrer com a escassez de água”, lembra o prefeito Roberto Naves. Serão plantadas cerca de meio milhão de mudas na zona rural de Anápolis, segundo ele.

Anápolis é o segundo município que firma convênio com a Secima, por meio do Fema, em menos de uma semana. O primeiro foi Perolândia, no dia 14

“A Secima está aberta para receber novos projetos a serem financiados com recursos do Fundo Estadual do Meio Ambiente, de forma que possamos abranger o maior número de municípios contemplados até o final do ano”, destacou.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter