PublicidadePublicidade

Como Anápolis representará Goiás na maior liga do voleibol brasileiro

Projeto será comandando por um dos maiores jogadores desse esporte em todo o mundo

Carlos Henrique Carlos Henrique -

O Anápolis Voleibol será o único representante goiano na Superliga B. O time surgiu da parceria entre o Monte Cristo Voleibol, a prefeitura de Anápolis via Secretaria Municipal de Esportes e o Instituto Dante Vôlei.

À frente desse projeto está o goiano multi-campeão Dante, um dos maiores ícones desse esporte no país, com mais de 20 anos dedicados ao vôlei e que pela Seleção Brasileira conquistou nada menos que três medalhas olímpicas (um ouro e duas pratas), três Campeonatos Mundiais, duas Copas do Mundo e sete Ligas Mundiais.

“Este é um momento único em minha vida. Aqui em Anápolis estamos trabalhando para fazer história no voleibol e pessoalmente esse projeto representa a realização de um sonho antigo, que é colocar Goiás na elite do esporte e ainda colocar em prática um projeto social que proporcionará uma experiência única no voleibol para crianças carentes e em condição de risco”, declarou Dante.

PublicidadePublicidade

Paulo Martins, diretor do Monte Cristo, afirmou que este é um avanço importante para o voleibol.

“O fato de Dante estar à frente do projeto agrega mais credibilidade. Temos muita convicção que podemos subir para a série A. Anápolis nos acolheu muito bem e acreditamos que os empresários vão abraçar o projeto. Creio ser possível ficar não somente em Anápolis, mas expandir para todo o estado para formar novos atletas. Estamos muito otimistas!”.

Prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PTB) já jogou voleibol e decidiu incentivar o projeto por ve rnele uma oportunidade ímpar de envolver toda a comunidade, seja na torcida pelo time, seja no projeto social como benefício direto para as crianças carentes e em situação de risco.

Nova temporada

Na temporada 2019/2020 o Anápolis Vôlei tem como foco a Superliga. A Superliga B é a divisão de aceso à elite do voleibol brasileiro e uma das principais competições do calendário nacional organizado pela CBV – Confederação Brasileira de Voleibol.

Seis Estados brasileiros e mais o Distrito Federal disputam a competição por uma das duas vagas para acesso à Superliga A já na temporada 2019/2020.

Da estreia à final serão 10 jogos de acordo com o sistema de disputa. De acordo com o calendário da CBV, a Superliga B será disputada entre os meses de janeiro e abril de 2019.

Já a Superliga A é a divisão de elite do voleibol nacional, disputada por 12 equipes em turno e returno, das quais oito se classificam para as quartas de final (disputada em melhor de três jogos), as quatro primeiras avançam às semifinais (disputada em melhor de cinco jogos) e as duas primeiras colocadas jogam pelo título da temporada (disputa em melhor de 2 jogos e, caso haja empate, a decisão vai para o golden set).

A temporada começa em julho com o início da pré-temporada, porém, oficialmente os jogos vão de outubro a maio, considerando jogos da estreia à final da competição.

Outras Competições

Além de disputar as Superligas B e A na temporada 2019/2020, o Anápolis Voleibol pretende disputar outras duas competições de status internacional: a Copa Brasil de Voleibol e o Campeonato Sul-Americano de Clubes.

A Copa Brasil de Voleibol é a competição classificatória para o Campeonato Sul-americano de Clubes, que reúne as oito melhores equipes da primeira fase na Superliga A e devido a sua relevância, tem grande visibilidade nacional.

O Campeonato Sul-Americano de Clubes é a principal competição na América do Sul em se tratando de clubes, este evento classifica o campeão para a disputa do Campeonato Mundial de Clubes.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade