Portal 6

Ao ser preso, alagoano que decapitou jovem em Anápolis faz pose e ri

(Foto: Divulgação/ CPE)

“O cara queria e estava dando liberdade para minha mulher”, justificou em vídeo

Natural de Alagoas, Edson Benedito da Silva, de 34 anos, não sente remorso por ter arrancado na faca a cabeça de Flávio da Silva Petrino, de 24 anos, vizinho dele, no Industrial Munir Calixto, bairro do extremo Sul de Anápolis.

Aos policiais da CPE, que o prendeu momentos após o crime, ele disse o porquê de ter matado de maneira tão brutal o rapaz.

“O cara queria e estava dando liberdade para minha mulher”, justificou. Ele garantiu ainda que a companheira não teve nenhuma participação no homicídio.

“O [Flávio] estava dando liberdade. Eu vi, esperei ela [esposa] sair e quando ela saiu eu fiz. Quando ela chegou na porta e viu a sangueira já chegou voltando”, narrou.

Ao ser levado para Central de Flagrantes da Polícia Civil, no Centro, Edson Benedito aproveitou que seria fotografado e preferiu que o registro fosse feito com ele de perfil.

Antes do flash, estalou um sorriso inconsequente e seguiu com tranquilidade para carceragem da delegacia.

Edson Benedito, que não tinha nenhum antecedente criminal, se condenado, pode pegar mais de 20 anos de prisão.

Quer comentar?

Comentários