PublicidadePublicidade

Com arma na mão, estudante usa internet para exaltar massacres em escolas

Polícia precisou ser acionada para resolver o caso e fez apreensões no quarto do garoto

Da Redação Da Redação -

A Polícia Militar de Anápolis teve que se deslocar até o Colégio Estadual Doutor Mauá Cavalcante Sávio, no Residencial Pedro Ludovico, na segunda-feira (25), para acompanhar o caso de um estudante que estaria apresentando riscos à comunidade escolar.

Conforme a corporação, o menor postou nas redes sociais a imagem de uma arma de fogo e, junto dela, uma legenda em que exaltava os massacres registrados em colégios.

O adolescente não estava na unidade, por isso, os agentes foram até a casa dele, onde encontraram apenas a mãe do garoto. Ela foi informada da situação e se dispôs a ajudar em uma busca pelo quarto.

PublicidadePublicidade

No espaço estava escondido um simulacro de arma de fogo tipo pistola, uma maleta plástica preta e um pacote com esferas plásticas de Airsoft.

(Foto: Divulgação / 4º BPM)

Todo o material foi apreendido e encaminhado à Central de Flagrantes, já o adolescente não chegou a ser localizado. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Em tempo

Após o massacre em Suzano (SP), as forças policiais de Goiás estão trabalhando para evitar que novas tragédias aconteçam.

Nos últimos dias, possíveis planos de ataque foram revelados nas cidades de Pontalina, Quirinópolis, Bom de Jesus de Goiás e Goiânia. Todos tiveram os responsáveis identificados e continham semelhanças com o ocorrido no município paulista.

https://portal6.com.br/2019/03/25/com-apenas-12-anos-estudante-planejava-massacre-em-goias-ninguem-vai-escapar-vivo/

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade