Portal 6

Quem é o escrivão de Anápolis alvo da Polícia Federal em inquérito que investiga ataques ao STF

(Foto: Arquivo Pessoal)

Polícia Civil já se pronunciou oficialmente sobre o episódio

Escrivão da Polícia Civil de Goiás em Anápolis, Omar Rocha Fagundes, de 47 anos, foi um dos alvos da Polícia Federal (PF), que desde a manhã desta terça-feira (16) cumpre mandados de busca e apreensão pelo Brasil contra internautas que ofendem ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nas redes sociais.

Ferrenho anti-petista e pró-Bolsonaro, o escrivão é ativo no Facebook e Twitter. Boa parte das postagens presentes nos dois perfis contém confrontações e ataques ao presidente do STF Dias Toffoli e demais ministros da Corte.

As duas mais recentes foram publicadas nas últimas 24h e repercutiam denúncias feitas pelo blog Antagonista e a revista Crusoé.

Silêncio

Alegando que o inquérito corre em segredo de Justiça, a Polícia Federal não quis informar quantos mandados estão sendo executados, nem a lista completa dos alvos das buscas.

No entanto, o site da Revista Época publicou trechos da decisão de Alexandre de Moraes que contém o nome de alguns deles, incluindo o do escrivão.

“No caso de Omar Rocha Fagundes, há postagens nas redes sociais de propaganda de processos violentos ou ilegais para a alteração da ordem política e social, como por exemplo a publicação de 14/03/2019, em que se vê a seguinte frase: “O STF é bolivariano, todos alinhados com os narcotraficantes e corruptos do país. Vai ser a fórceps”, mencionou o ministro.

A reportagem do Portal 6 não conseguiu localizar Omar Rocha Fagundes para comentar o episódio.

Com a palavra a Polícia Civil de Goiás

A Polícia Civil de Goiás aguarda informações oficiais acerca da investigação do Supremo Tribunal Federal, a fim de apurar eventual desvio de conduta do servidor em tela.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.