PublicidadePublicidade

Turma do STF volta atrás e decide julgar pedido de habeas corpus de Lula

Ex-presidente está preso desde o ano passado, após ser condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Da Agência Brasil -
Luis Inácio Lula da Silva foi presidente do Brasil entre os anos de 2003 e 2010. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu há pouco julgar nesta terça-feira (25) um habeas corpus  para analisar a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na segunda-feira (24), o ministro Gilmar Mendes, que pediu vista do processo que trata da questão, solicitou adiamento do caso, mas voltou atrás no início da sessão desta tarde e entendeu que a liberdade de Lula deve ser analisada.

O pedido para que o caso seja julgado nesta tarde foi feito pelo advogado Cristiano Zanin, representante de Lula. Ao concordar em votar a questão, Gilmar Mendes adiantou que deverá propor a concessão de uma liminar para soltar o ex-presidente até que o STF decida o caso definitivamente. Neste momento, os ministros decidem se a manifestação de Gilmar será acolhida.

Lula está preso desde 07 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, depois de ter sua condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4ª Região (TRF4), que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade