PublicidadePublicidade

Morte de influenciadora que se casou sozinha após ser abandonada repercute na internet

Jovem ganhou notoriedade nacional após decidir seguir com o matrimônio

Da Redação Da Redação -
PublicidadePublicidade

Figura entre os assuntos mais comentados da internet nesta segunda-feira (15) a morte da influenciadora digital e youtuber Alinne Araújo, de 24 anos.

A jovem, que ganhou notoriedade nacional após se casar sozinha no final de semana, caiu do nono andar de um prédio no Rio de Janeiro e a principal suspeita é que ela tenha tirado a própria vida.

“A empregada até tentou puxar ela de volta pra salvá-la, mas não conseguiu”, contou a tia da jovem, Saionara Araújo, em entrevista ao jornal O Dia.

PublicidadePublicidade

Estudante de Psicologia e Teatro, Alinne Araújo estava com o casamento marcado para o último domingo (14), mas foi comunicada pelo noivo do término do relacionamento no sábado (13).

“Vocês sabem a dor de confiar em alguém cegamente e achar que encontrou o companheiro da vida e, um dia antes da celebração do amor de vocês, a pessoa some. Manda uma mensagem pelo WhatsApp e termina todos os sonhos de vocês”, escreveu nas redes sociais.

“Fui pega de surpresa, quis morrer. Ele sempre soube da minha condição e não se importou em como eu estaria. Eu recebi a notícia [quando] estava dirigindo, tive uma crise no volante. Poderia ficar aqui chorando, mas tem uma festa linda me esperando, então hoje caso comigo mesmo em nome da minha vida nova. Me desejem sorte. Amo vocês”, emendou.

(Foto: Reprodução)

Alinne Araújo acabou recebendo ataques online depois de postar as fotos e vídeos do casamento inusitado sem o noivo. Em seu último stories no Instagram, por volta das 13h desta segunda-feira, a jovem disse:

“Agora vocês estão querendo mandar o jeito que eu vou sentir minhas coisas agora também. Ah, pronto. Podem criar a fanfic que vocês quiserem na suas cabeças. Eu não tô nem aí para vocês haters, porque eu vou continuar sendo eu, só posso ser o que posso ser”, desabafou.

Quer me chamar de biscoiteira, marketeira… legalzão fazer marketing sobre uma noiva que foi abandonada no altar. Última vez que me pronuncio aqui sobre essa palhaçada de eu estar querendo me promover com um dos piores momentos da minha vida. Ridículos!”, finalizou.

Em tempo

O Centro de Valorização da Vida (CVV) atua no apoio emocional e na prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e Skype 24h todos os dias. Está passando por um período difícil? Disque 188.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade