PublicidadePublicidade

UEG nega matrícula para estudante que não terminou ensino médio e perde na Justiça

Aprovada no curso de Farmácia, em Anápolis, adolescente buscou ajuda na DPE-GO

Da Redação -

Uma estudante de 17 anos conseguiu efetivar na segunda-feira (05) matrícula no curso de Farmácia da Universidade Estadual de Goiás (UEG), em Anápolis, mesmo antes de concluir o ensino médio.

A adolescente cursa o 3º ano e, após negativa da instituição, buscou ajuda na Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO).

Tiago Bicalho, titular da 5ª Defensoria Pública Especializada de Atendimento Inicial de Goiânia, que atuou no caso, destacou que a aluna demonstrou a capacidade e maturidade ao ser aprovada no vestibular.

“Não é, portanto, razoável, negar-lhe acesso ao ensino superior”, pontua. De acordo com o defensor público, a adolescente conclui o ensino médio ainda este ano.

“Além disso, não aparenta razoável a negativa de matrícula há menos de quatro meses de sua conclusão do ensino médio”, completou.

O Mandado de Segurança para garantir a matrícula foi ingressado no dia 25 de julho, mas a liminar não foi concedida.

Diante disso, a DPE-GO recorreu ao Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), por meio de Agravo de Instrumento, onde obteve decisão favorável na última sexta-feira (02).

*Com DPE-GO

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade