Portal 6

Criminosos que aterrorizaram motorista de aplicativo vieram parar em Anápolis

(Foto: Reprodução)

Mulher, que aceitou a corrida em Goiânia, foi abandonada e conseguiu ajuda de populares para falar com o marido e acionar as autoridades

Todos os cinco envolvidos no assalto de uma motorista de aplicativo foram encaminhados e estão hospedados no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis instalada na região Nordeste da cidade.

Dirley Minervilo Olivatto, Yuri Meigeis Ribeiro dos Santos, Vilsenauro Cavalcante Vieira, Nara Freitas de Almeida e Sinara Freitas de Almeida foram presos na noite de quinta-feira (22) pela Polícia Rodoviária (PRF) e Polícia Militar (PM) na praça de pedágio da BR-060, em Goianápolis.

A vítima, de 43 anos, contou as corporações que tudo começou quando ela foi solicitada via aplicativo nas imediações de um hospital no Setor Aeroporto, em Goiânia, para conduzi-los até o Setor Sul, também na capital.

Durante o trajeto, no entanto, um dos passageiros utilizando-se de um simulacro de arma de fogo anunciou que se tratava de um assalto.

Após obrigar a mulher percorrer várias ruas de Goiânia, eles teriam tomado o celular dela e a abandonado em uma área deserta nas imediações do Rio Meia Ponte, no Setor Negrão de Lima.

Foi com a ajuda de populares, segundo o boletim de ocorrência, que a vítima conseguiu contato com o esposo – que acionou as corporações Militar e Rodoviária Federal.

Em posse das características do veículo, os policiais conseguiram interceptá-lo na praça de pedágio. Suspeita-se que o grupo estaria com destino a Brasília (DF). Na capital federal, o automóvel seria vendido em um feirão. Os envolvidos, de acordo com a Polícia Civil (PC), já tinham passagens por furto e roubo.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.