PublicidadePublicidade

Em Anápolis, deficiente é espancada pelo pai por não ter R$ 300 para emprestar

Mulher, que perdeu uma das pernas em um acidente de moto, narrou como ocorreram as agressões

Da Redação -

Os casos de violência doméstica em Anápolis não param. Nesta segunda-feira (28) vizinhos acionaram a Polícia Militar (PM) para alertar que uma deficiente física, de 36 anos, estava gritando por socorro, no Jardim Vera Cruz, pequeno bairro da região Leste de Anápolis.

Ao chegar na residência, a vítima foi encontrada machucada no chão e contou que havia sido espancada pelo pai, Odilon Teodoro de Oliveira, de 67 anos.

O idoso teria chegado no local por volta das 16h e pedido R$ 300 emprestado para filha, alegando que precisava pagar uma fatura de energia elétrica e comprar gás. Ela, no entanto, disse que não tinha mais dinheiro, pois havia gasto a aposentadoria fazendo a compra do mês.

Diante da negativa, Odilon teria ficado furioso e começado as agressões tanto física quanto verbal.

A mulher, que perdeu uma das pernas em um acidente de moto, narrou que foi jogada contra a parede e recebido um soco no rosto, além de uma copada de leite na cabeça.

Na delegacia, ela contou em depoimento que são constantes as agressões.

Odilon, que havia fugido do local antes da viatura chegar, foi encontrado e não conseguiu pagar a fiança de R$ 2.500 para responder em liberdade ao inquérito pela Lei Maria da Penha.

Ele já se encontra hospedado ao Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia de Anápolis.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade