Portal 6

Força Tática Municipal completa um ano e Roberto comemora resultados

(Foto: Ismael Vieira)

Após parceria da Prefeitura com a PM, criminalidade em Anápolis teve queda significativa. “Onde a polícia chega, o bandido vai embora”, sinaliza o prefeito

Balanço divulgado nesta quinta-feira (21), que comemorou o primeiro de ano de implantação da Força Tática Municipal, mostra que os índices de criminalidade em Anápolis caíram 62,1% – quando comparado com o mesmo período de 2018.

Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Segundo o levantamento, de janeiro a setembro do ano passado foram 7.192 ocorrências criminais registradas na cidade. Neste ano, eles caíram para apenas 2.722.

Dos 12 índices criminais, destacam-se as reduções de furtos a transeunte (-73,9%), furtos e roubos de veículos (-46,9% e -59,2%, respectivamente), latrocínios (-66,6%), roubo a residência e comércio (-34,8% e -28,6%, respectivamente), roubo de cargas (-77,7%) e homicídios (-14,2%).

Com participação dos policiais da Força Tática Municipal e do prefeito Roberto Naves (sem partido), um evento comemorativo, realizado durante à manhã, na Praça Americano do Brasil celebrou o sucesso da iniciativa. “Não adianta agirmos separadamente, porque todos nós trabalhamos em prol da população”, disse o gestor municipal.

“Agora temos esse reforço nos locais com maior incidência de crimes. Onde a polícia chega, o bandido vai embora”, completou Roberto. Apenas no mês de outubro, a corporação abordou 1.291 pessoas, efetuou 39 prisões, apreendeu 3 mil comprimidos de ecstasy, realizou 31 flagrantes, recuperou seis veículos e capturou dez foragidos.

De acordo com o comandante da Força Tática Municipal, capitão Janderson da Silva Lago, o desempenho do grupamento se deve a muitos fatores, mas a vontade e determinação dos policiais em manter a segurança da população são fundamentais.

“Esta parceria trouxe mais segurança para os anapolinos, a Administração Municipal não fugiu da responsabilidade e contribuiu com o Estado no combate à criminalidade”, declarou o oficial, explicando que 30 agentes se dividem em dez camionetes e realizam policiamento ostensivo e preventivo em cinco rotas.

Na parceria, a Polícia Militar (PM) disponibiliza o efetivo e a Prefeitura de Anápolis entra com os veículos, combustível, manutenção e paga o banco de horas dos policiais. Além disso, a Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT) trabalha de forma integrada, para fornecer as informações necessárias para a atuação eficiente das equipes.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.