PublicidadePublicidade

“Manteiga” tem cabeça arrancada na cadeia pública de Anápolis

Caso será investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios da Polícia Civil

Da Redação Da Redação -

Leonardo Nunes Tadeu, de 31 anos, vulgo “manteiga”, foi encontrado morto na tarde desta segunda-feira (23), na cela em que estava acomodado no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Informações preliminares apontam que ele teve a cabeça arrancada por outros detentos. A motivação do crime, no entanto, segue em segredo.

Em nota ao Portal 6, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) não confirmou a causa do óbito, mas alegou já ter tomado todas as providências necessárias e aberto um procedimento administrativo para apurar o caso.

PublicidadePublicidade

(Foto: Divulgação)

O detento, ainda segundo a DGAP, cumpria pena no local por vários crimes, dentre eles tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo.

A morte será investigada pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil (PC).

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade