PublicidadePublicidade

Cego espanca idosa em Anápolis e ela desiste do relacionamento

"É deficiente, mas enxerga para bater", disse a vítima sobre o companheiro

Da Redação Da Redação -

Um homem de 52 anos foi encaminhado à Central de Flagrantes no final da noite deste domingo (29) suspeito de bater na companheira, no Jardim Esperança, no extremo Sul de Anápolis.

A vítima, uma idosa de 66 anos, alegou que agressão começou por volta das 22h e que o amásio, que é deficiente visual, age dessa maneira sempre que ingere bebidas alcoólicas.

“O homem que moro com ele me bateu (sic), quebrou meus dentes, bateu na minha cara. Eu estou muito contrariada. Ele é deficiente, mas enxerga para bater em mulher”, disse em entrevista ao jornalista Jonathan Cavalcante, da Rádio São Francisco.

PublicidadePublicidade

A idosa, que estava com um olho inchado e a boca ainda suja de sangue, relatou que vive com o agressor há três anos e tem até problema com a família por causa dele.

Desesperada, a vítima contou ainda que não suporta mais apanhar e, por isso, chamou sozinha uma viatura da Polícia Militar.

“Eu não estava aguentando mais. A vida desse homem é beber e bater. Chamei os homens [policiais] porque precisava de ajuda. Ele fica xingando minha mãe, minha irmã. Tudo para ele é falar que vai matar. Eu cansei de tanto apanhar, se não derem um jeito, quem vai matar ele sou eu”, afirmou, com a voz embargada.

O suspeito foi autuado em flagrante na Lei Maria da Penha e está à disposição da Justiça.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade