PublicidadePublicidade

DGAP se pronuncia sobre confusão que mobilizou familiares de detentos na porta do presídio de Anápolis

Circunstâncias serão apuradas e caso foi repassado à Polícia Civil

Da Redação Da Redação -
PublicidadePublicidade

Em comunicado à imprensa, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) esclareceu o ocorrido no Presídio Estadual de Anápolis nesta quarta-feira (24).

Segundo órgão, “custodiados subverteram contra a segurança” após servidores requisitarem a retirada de um preso que desobedeceu o comando dos servidores.

No início da noite, familiares se aglomeraram na porta da unidade prisional depois de circular pelas redes sociais que alguns detentos haviam sido feridos.

PublicidadePublicidade

A DGAP não confirma essa versão e pontua que a segurança e a disciplina estão sob controle. Também, em nota, o órgão disse que deu início a procedimentos administrativos para apurar o caso.

Informou ainda que registrou ocorrência na Polícia Civil para investigação dos fatos que desencadearam a confusão no presídio. Confira:

A direção do Presídio Estadual de Anápolis, pertencente à 9ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), informa que a segurança e a disciplina estão sob controle no estabelecimento penal, onde custodiados subverterem contra a segurança, nesta quarta-feira, 24/06, após servidores requisitarem a retirada de preso que desobedeceu comando de servidores para realização de procedimento. A ação para controle da ocorrência foi realizada pelos servidores da unidade prisional.

Rapidamente, todas as medidas cabíveis foram tomadas e procedimentos administrativos internos abertos para apuração do ocorrido e posterior aplicação das sanções disciplinares aos custodiados envolvidos no fato, conforme determina a Lei de Execução Penal (LEP).

A ocorrência foi repassada à Polícia Civil para investigação dos fatos, na forma da lei.

Goiânia, 24 de junho de 2020

Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Comunicação Setorial

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade