PublicidadePublicidade

‘Lamento, mas vamos tocar a vida’, diz Bolsonaro sobre 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil

Para o presidente, a perda de empregos é um "efeito colateral" mais grave do que o causado pela pandemia

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (06) lamentar as mortes por Covid-19 no país, que devem chegar em breve a 100 mil, mas que é preciso tocar a vida e buscar formas de superar a pandemia.

“A gente lamenta todas as mortes, está chegando ao número 100 mil… mas vamos tocar a vida e buscar uma maneira de se safar desse problema”, falou durante transmissão pelas redes sociais.

Na live ao lado do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, Bolsonaro também responsabilizou “alguns” prefeitos e governadores pela alta do desemprego.

PublicidadePublicidade

Ele criticou as medidas mais drásticas de fechamento de atividade econômica, como lockdowns, e citou que a perda de empregos é um “efeito colateral” mais grave do que o causado pela Covid-19.

Nesta quinta, o Brasil registrou 1.237 novas mortes em decorrência do novo coronavírus, atingindo uma contagem total de 98.493 óbitos.

Os números crescem a cada dia e a tendência é que a emblemática marca de 100 mil óbitos seja alcançada no sábado (08).

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade